ūüĎČūüŹĽEm medicina tratamos o indiv√≠duo. N√£o adianta tratar um √≥rg√£o sem entender o contexto geral do corpo. A obesidade influencia a sa√ļde como um todo e os rins n√£o est√£o isentos de complica√ß√Ķes.

ūüĎČūüŹĽO excesso de peso est√° fortemente ligado a maus h√°bitos alimentares, com alto consumo de carboidratos e de s√≥dio que s√£o fatores de risco para o desenvolvimento de c√°lculos (pedras) nos rins em pessoas obesas. Al√©m disso estudos mostram que pessoas obesas tem urina mais √°cida favorecendo alguns tipos de c√°lculos.

ūüĎČūüŹĽA obesidade tamb√©m se mostrou ser um fator de risco n√£o s√≥ para pedra nos rins mas tamb√©m para alguns tumores malignos, inclusive o c√Ęncer renal.

ūüĎČūüŹĽA obesidade est√° relacionada √† diabetes e press√£o alta e essas duas doen√ßas s√£o as principais causas de doen√ßas renais.

ūüĎČūüŹĽAl√©m disso a pr√≥pria obesidade pode gerar diretamente a doen√ßa renal cr√īnica. O √≠ndice de massa corporal elevado √© um dos mais fortes fatores de risco para o desenvolvimento de doen√ßa renal cr√īnica. Pode ocorrer uma hiperfiltra√ß√£o compensat√≥ria para atender √†s elevadas exig√™ncias metab√≥licas do aumento do peso corporal. O aumento da press√£o intraglomerular pode prejudicar os rins e aumentar o risco de desenvolvimento de doen√ßa renal cr√īnica a longo prazo.

ūüĎČūüŹĽ Vamos aproveitar o in√≠cio do ano para colocar em pr√°tica novas decis√Ķes. Vamos cuidar da nossa sa√ļde! Cuidar da sa√ļde do rins e da sa√ļde global.

Imagem disponível em Freepik | pakorn1981